Notícias

Operação da Polícia Federal mira gráfica de São Caetano

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, será intimado pela Polícia Federal para prestar esclarecimentos sobre suposto esquema de propina. A investigação acontece em torno de fundos levantados para a campanha eleitoral em 2012.

A campanha de Haddad é alvo da investigação Cifra Oculta, um desmembramento da Lava Jato. A operação é investigada desde 2015 após delação premiada da empreiteira UTC, que apura dívidas contraídas pela chapa do candidato.

O inquérito investiga o valor de R$ 2,6 milhões que seriam referentes aos serviços prestados por quatro gráficas, todas ligadas ao ex-deputado estadual Francisco Carlos de Souza. Uma busca e apreensão foi realizada em todas as gráficas envolvidas, uma delas localizada em São Caetano.

A prestação de contas entregue ao Tribunal Superior Eleitoral consta o pagamento de apenas duas gráficas, contudo o valor chega a R$ 607 mil.

Os acusados podem responder por lavagem de dinheiro e crime de falsidade ideológica, podendo ter 10 anos de prisão, além de multas.

Compartilhe!