Notícias

GM promove ‘faxina global’, mas deve preservar fábrica de São Caetano

De acordo com o jornalista Amauri Segalla, em sua coluna no jornal Estado de Minas, a General Motors deve promover em 2018 uma faxina em sua operação global, com implicações para o Brasil.

Recentemente, a montadora anunciou o fechamento de uma de suas quatro fábricas na Coreia do Sul e estuda fazer o mesmo em unidades de baixa rentabilidade ou que enfrentam conflitos com sindicatos, segundo uma fonte ligada à diretoria da empresa.

Ainda segundo Segalla, em três anos, a GM encerrou sua produção na África do Sul, Austrália, Rússia e Venezuela. As fábricas em São Caetano do Sul e Gravataí (RS) serão preservadas por estarem entre as mais rentáveis do mundo.

Mesmo assim, algumas mudanças devem ser anunciadas em breve. A ideia é substituir fornecedores locais por parceiros estrangeiros.